sábado, 15 de setembro de 2007

Me distraio

Às vezes fico perplexa, viajo em pensamentos para tão longe. Em um instante, me transporto. Nas ruas, muitos rostos se confundem, mas logo já não me recordo deles. Prendo-me a alguns detalhes, esses sutis.
Cada pessoa tem algo que me chama a atenção. Pode ser um significado no olhar, um acessório, um sorriso, uma expressão, uma frase irrefletida, um toque ou o jeito de caminhar. Qualquer que seja o detalhe, me revela algum traço da personalidade daquela pessoa.
Quando me dou conta, distraída, esqueci de observar as coisas que estavam na minha frente. Prefiro ver as pessoas ou então, observar a natureza. Tudo isso me diz muito mais sobre a vida, do que as coisas que passam despercebidas, como aquela mesinha no canto da sala; só agora noto sua presença.


Um comentário:

Artur Hideki disse...

Curti muito o pensamento...
Muito tri...
Bjos...